(19) 2112-7760
(19) 99446-1403

Do zero ao sucesso

Diversos empresários em todo o mundo estão se arriscando na criação de startups com o objetivo de obter sucesso aplicando uma pequena parcela do próprio capital no negócio. Para isso, busca-se investimentos por meio de aceleradoras ou empresas interessadas no avanço da companhia em longo prazo.

Porém, é extremamente importante compreender em qual fase a sua startup se encontra, pois os investimentos são realizados tomando como base o nível e experiência que a empresa possui no mercado.

Além disso, para alcançar o sucesso do seu negócio é fundamental passar por cada etapa com atenção, aprendendo com os erros e evoluindo exponencialmente. Assim sendo, vamos conferir cada fase de uma startup.

Se você pretende ingressar em uma startup ou construir um modelo de negócio dentro da própria empresa e não entende como funciona, aqui vão algumas dicas e processos para não se perder.

 

1. DESENVOLVIMENTO DA IDEIA

O que você sabe sobre o mercado em que quer atuar?

Sem entender o mercado que você está entrando você não vai conseguir formular hipóteses e prosseguir com a criação do negócio. O que você precisa responder nessa fase é:

  • Quais são as tendências?
  • O que ainda não foi resolvido nesse mercado?
  • Quem são esses players?
  • Existem grandes players e pesquisas que te ajudem a entender o tamanho desse mercado?
  • Quais as principais referências do setor?

Se você já está inserido no mercado em que quer criar a startup, melhor! Significa que você sabe mais sobre ele. Se não é hora de pesquisar e depois ir para a segunda fase: entender o problema.

2. PROBLEMA

Como você vai monetizar, quem são seus consumidores, como você vai se conectar com eles, quais recursos e atividades você supõe que serão necessárias?

Toda startup resolve um problema! Vamos ver alguns exemplos?

Antes do uber você não tinha um jeito rápido de chamar um táxi, de saber a reputação do motorista ou até mesmo quanto ia custar a corrida. Agora, você sabe!

Com o netflix você tem acesso a conteúdo original para ver quando, quanto e como você quiser a um baixo custo. Antes você tinha que ir a uma locadora ou pagar um pay per view, com o netflix o problema está resolvido.

Agora, para encontrar e validar seu problema só existe um caminho: ir para a rua e falar com os clientes! Sem timidez, sem medo de levar não. VÁ PARA RUA.

Seu objetivo nessa fase é conhecer melhor seu público e entender se o que você propõe é realmente um problema para ele.

Vamos propor um exercício imaginário:

O problema que sua startup quer resolver é a dificuldade de rachar uma conta entre amigos. Seja para comprar um presente no trabalho, organizar uma viagem para praia ou um churrasco de fim de semana.

O que você precisa fazer?

  • Estabeleça uma meta, podem ser 10, 15 ou 20 entrevistados. Quem vai decidir isso é você!
  • Depois divida essa meta por dias ou semanas e liste os possíveis clientes ou entrevistados.

Você vai ouvir alguns nãos. Essa é uma realidade para a qual você deve se preparar. Claro… assim como você vai ouvir nãos, você vai ouvir sim de algumas pessoas e isso faz tudo valer a pena.

3. VALIDAÇÃO

  • Crie um e-mail ou mensagem introdutória explicando porque a pessoa deveria dedicar seu tempo a você.
  • Crie um roteiro de perguntas que te ajude a validar sua ideia
  • Crie uma tabela contrastando problema x solução atual x solução proposta
  • Agrupe as opiniões dos clientes. O que elas têm em comum, o que elas divergem?

O importante é entender os problemas e descobrir se a sua solução resolve um dos 3 principais problemas.

Continuando no nosso exemplo, vamos supor que fizemos as entrevistas e os principais problemas são:

  1. Conseguir ser pago por todos
  2. Dividir igualmente o valor
  3. Evitar problemas com transferência entre diferentes bancos
  4. Fazer cobranças não invasivas

Se a solução proposta não resolve nenhum deles. É hora de reformular!

Geração de hipóteses

Depois de conversar com seu cliente e entender o seu mercado, você vai começar a gerar hipóteses sobre ele a partir dos insights das conversas.

Você precisa supor:

  • Qual seu cliente
  • Qual a melhor prova de valor para ele
  • Quem são seus parceiros-chave
  • Quais canais de distribuição você vai usar
  • Quanto seu negócio vai custar
  • Quanto você vai lucrar
  • Suas principais atividades
  • Como vai ser seu relacionamento com o cliente

Apesar de todos esses itens serem hipóteses eles devem refletir a 1° realidade da sua startup. Você deve estar se perguntando, como organizar tudo isso?

Quem formulou a resposta para isso foi o Alexander Osterwalder com o Business Model canvas.

 4SOLUÇÃO

A validação serve para você aprender, entender o que funciona ou não e gerar novas hipóteses. Passando essa fase é hora de montar seu MVP.

Esses são os primeiros passos. Depois você vai ter que olhar para:

· Marketing

· Vendas

· Contratação

· Investimento

· Contabilidade

Construiu suas hipóteses? Chegou a hora de tentar vendê-las. A melhor forma de provar que seu produto tem valor é vendê-lo. Para isso você pode usar muitas estratégias e não precisa ter necessariamente o produto pronto.

O que você precisa validar aqui não são as features ou o layout, mas sim seu público, canais e proposta de valor. Por exemplo, se você está pensando em vender um novo tipo de disparador de e-mails. Tudo o que você precisa fazer é iniciar uma campanha para pessoas que você acredita que sofram do mesmo problema que você e ver se elas se interessam em pagar.  

Se você conseguir vendas, produza. Se não, tudo que você precisa fazer é se desculpar.

A checkmaid, uma startup que facilita a conexão com serviços de limpeza, criou uma landing page oferecendo o produto antes mesmo de um diarista cadastrado na plataforma. Eles anunciaram e quando viram a demanda crescer foram atrás de fazer o produto acontecer.

5. PRODUTO MVP

Produto Mínimo Viável – ou Minimum Viable Product (MVP) – é a versão simplificada de um produto final de uma startup. A partir dela, o empreendedor vai oferecer o mínimo de funcionalidades com o objetivo de testar o encaixe do produto no mercado.

A prática do MVP permite que empreendedores validem sua ideia antes de desenvolver o produto final. Em outras palavras, permite descobrir se ele, de fato, soluciona o problema do consumidor.

Ou seja, o MVP é um conjunto de testes primários feitos para validar a viabilidade do negócio. Apesar de ser trabalhado com o mínimo de recursos possíveis, ele precisa manter sua função de solução para a qual foi criada e entregar valor ao cliente. “A ideia do MVP é que você aprenda o mais rápido possível qual o produto ideal para seu cliente. Não interessa se ele está fazendo isso de forma manual ou da mais tecnológica possível. O ponto mais importante é se ele entrega valor ou não”, afirma Sulivan Santiago, líder da área de tecnologia da aceleradora ACE, em São Paulo.

Ao mesmo tempo que o produto mínimo viável se mostra ideal para startups, já que reduz custos e gera resultados rápidos, ele não é sempre igual.


6. PITCH

Um pitch é uma apresentação direta e curta, com o objetivo de vender a ideia da sua startup para um possível investidor.

Embora pareça uma tarefa razoavelmente simples, fazer um pitch envolve muitas questões, desde conseguir explicar resumidamente a sua proposta até quem é sua audiência – você tem em mente um investidor anjo ou um fundo de venture capital? - e como exatamente você quer aplicar o investimento que arrecadar. Mas como fazer isso?

Você pode seguir alguns passos para preparar o Pitch:

       · Primeira aparência (Capa / Logo / Descrição rápida)

       · Apresente o Problema

       · Solução

       · Monetização

       · Números e Fatos

       · Objetivos a longo prazo

       · Participantes do Startup

       · MVP (Domínio registrado ativo / Contato do empreendedor)


Saiba mais em:


ABStartups. Como criar uma startup do zero". Disponível em:  <https://abstartups.com.br/>

CHCAdvocacia. "Conheça as 4 fases de uma empresa startup e como passar com segurança por todas elas". Disponível em: <https://chcadvocacia.adv.br/blog/empresa-startup/>

StartSe. "MVP: O que é e como fazer o produto mínimo viável?". Disponível em: <https://www.startse.com/noticia/startups/59653/mvp>

StartSe. "Pitch o que é e como fazer". Disponível em: <https://www.startse.com/noticia/startups/59278/como-fazer-pitch>


Desenvolvido por: FFDEVWEB